Blog do Project - Tudo que você queria saber sobre Microsoft Project e Project Server

Project Server 2010: Cumulative Update de Fevereiro de 2013

Este Cumulative Update inclui uma série de correções, mas a Microsoft recomenda que você teste em um ambiente de homologação baseado em seu ambiente de produção antes de efetivamente colocar em produção.

O artigo abaixo fornece informações sobre como instalar o Cumulative Update do Project Server.

http://technet.microsoft.com/en-us/projectserver/gg176680.aspx

Você pode ler sobre as correções incluídas no cumulative update, nos seguintes artigos:

Pacotes Consolidados:

Pacotes Individuais:

IMPORTANTE: Os pacotes consolidados tem vários updates, por isso é recomendado a instalação para que nenhuma dependência do Project Server fique desatualizada.

Instalação Cliente:

A instalação do patch no cliente é simples. As instruções para instalar o patch são:

OBS: A Microsoft recomenda que você teste no seu ambiente de homologação antes de instalar em produção.

  1. Baixe o hotfix
  2. Extraia o pacote, executando o arquivo exe.
  3. Execute o “.exe” extraído para aplicar o patch no seu cliente: Project Professional ou Standard 2010.

Sinta-se à-vontade para abrir um incidente de suporte em http://support.microsoft.com caso você encontre algum problema com a instalação

Espero ter ajudado!

Abraços,

André

Project Server 2010: Cumulative Update de Dezembro de 2012

Este Cumulative Update inclui uma série de correções, mas a Microsoft recomenda que você teste em um ambiente de homologação baseado em seu ambiente de produção antes de efetivamente colocar em produção.

O artigo abaixo fornece informações sobre como instalar o Cumulative Update do Project Server.

http://technet.microsoft.com/en-us/projectserver/gg176680.aspx

Você pode ler sobre as correções incluídas no cumulative update, nos seguintes artigos:

Pacotes Consolidados:

Pacotes Individuais:

IMPORTANTE: Os pacotes consolidados tem vários updates, por isso é recomendado a instalação para que nenhuma dependência do Project Server fique desatualizada.

Instalação Cliente:

A instalação do patch no cliente é simples. As instruções para instalar o patch são:

OBS: A Microsoft recomenda que você teste no seu ambiente de homologação antes de instalar em produção.

  1. Baixe o hotfix
  2. Extraia o pacote, executando o arquivo exe.
  3. Execute o “.exe” extraído para aplicar o patch no seu cliente: Project Professional ou Standard 2010.

Sinta-se à-vontade para abrir um incidente de suporte em http://support.microsoft.comcaso você encontre algum problema com a instalação

Espero ter ajudado!

Abraços,

André

Project Server 2010: Cumulative Update de Outubro de 2012

Este Cumulative Update inclui uma série de correções, mas a Microsoft recomenda que você teste em um ambiente de homologação baseado em seu ambiente de produção antes de efetivamente colocar em produção.

O artigo abaixo fornece informações sobre como instalar o Cumulative Update do Project Server.

http://technet.microsoft.com/en-us/projectserver/gg176680.aspx

Você pode ler sobre as correções incluídas no cumulative update, nos seguintes artigos:

Pacotes Consolidados:

Pacotes Individuais:

IMPORTANTE: Os pacotes consolidados tem vários updates, por isso é recomendado a instalação para que nenhuma dependência do Project Server fique desatualizada.

Instalação Cliente:

A instalação do patch no cliente é simples. As instruções para instalar o patch são:

OBS: A Microsoft recomenda que você teste no seu ambiente de homologação antes de instalar em produção.

  1. Baixe o hotfix
  2. Extraia o pacote, executando o arquivo exe.
  3. Execute o “.exe” extraído para aplicar o patch no seu cliente: Project Professional ou Standard 2010.

Sinta-se à-vontade para abrir um incidente de suporte em http://support.microsoft.com caso você encontre algum problema com a instalação

Espero ter ajudado!

Abraços,

André

MVA – Configurando o Project Server 2010: Exame 70-177

MVAPessoal,

Não sei se todos conhecem o MVA (Microsoft Vitual Academy). A Microsoft Virtual Academy – MVA é uma experiência de aprendizado totalmente baseada na nuvem. Você pode acessar vários conteúdos de treinamento online. A MVA fornece a seus usuários uma experiência universitária virtual: o estudante pode selecionar um roteiro, estudar o material e, em seguida, realizar a autoavaliação.

Fui chamado para fazer o MVA de Project Server 2010 e depois de algum tempo e trabalho, ele esta no ar: [link]

O MVA foi dividido em quatro módulos, tentando auxiliar ao máximo os estudos para a prova de certificação 70-177. (Quem não leu o post com dicas, não deixe de ler também não…)

image

image

Feito todos os módulos e as provas, você recebe um certificado de realização do MVA. Veja o meu abaixo:

image

Espero que gostem!

Abraços,

André

Como ativar a barra de entrada?

Por padrão, após adicionar a linha do tempo no Project 2010, a Microsoft acabou desativando a barra de entrada. Para ativá-la novamente é bastante simples, basta seguir os passos:

1. Clique em Arquivo > Opções

2. Clique em ‘Exibir’ nas opções do lado esquerdo

image

3. Dentro da sessão “Mostrar estes elementos” marque a opção “Barra de entrada”.

image

Esta dica funciona tanto para o Project 2010 e Project 2013.

Project Server 2010: Cumulative Update Agosto 2012

Este Cumulative Update inclui uma série de correções, mas a Microsoft recomenda que você teste em um ambiente de homologação baseado em seu ambiente de produção antes de efetivamente colocar em produção.

O artigo abaixo fornece informações sobre como instalar o Cumulative Update do Project Server.

http://technet.microsoft.com/en-us/projectserver/gg176680.aspx

Você pode ler sobre as correções incluídas no cumulative update, nos seguintes artigos:

Pacotes Consolidados:

Pacotes Individuais:

IMPORTANTE: Os pacotes consolidados tem vários updates, por isso é recomendado a instalação para que nenhuma dependência do Project Server fique desatualizada.

Instalação Cliente:

A instalação do patch no cliente é simples. As instruções para instalar o patch são:

OBS: A Microsoft recomenda que você teste no seu ambiente de homologação antes de instalar em produção.

  1. Baixe o hotfix
  2. Extraia o pacote, executando o arquivo exe.
  3. Execute o “.exe” extraído para aplicar o patch no seu cliente: Project Professional ou Standard 2010.

Sinta-se à-vontade para abrir um incidente de suporte em http://support.microsoft.com se você encontrar algum problema com a instalação

Espero ter ajudado!

Abraços,

André

Nova versão do PERT Add-in

Mais uma versão do Project 2010 PERT Addin.

  • Algumas pequenas correções;
  • Adicionado suporte a italiano e espanhol.

 

– English –
After several requests and questions where was the PERT analysis in Project 2010, I decided to create an Add-in to fill this lack.
The Add-in is multilingual, supports Portuguese, Spanish, Italian and English.
To install, just unzip the file and click “Setup.exe” file.

image

– Português –
Após vários pedidos e questionamentos aonde foi a análise PERT no Project 2010, resolvi criar um Add-in para suprir esta falta.
O Add-in é multilingua, funciona tanto em português, espanhol, italiano e Inglês.
Para instalar, basta descompactar o arquivo e clicar no arquivo “setup.exe”.

image

– Italiano –
Dopo numerose richieste e domande sulla presenza dell’ analisi PERT in Project 2010, ho deciso di creare un Add-in per coprire questa mancanza.
L’ Add-in è multilingua, supporta le lingue portoghese, spagnolo, inglese ed italiana.
Per installarlo, scompattate il contenuto ed eseguite il file “Setup.exe”
(Grazie Nicola Bortolini)

image

– Español –
Después de varias peticiones y preguntas dónde estaba el análisis PERT en Project 2010, decidí crear un Add-in para cubrir esta carencia.
El complemento es multilingüe, soporta portugués, español, italiano e Inglés.
Para instalarlo, simplemente descomprimir el archivo y haga clic en “Setup.exe”.

image

 

http://archive.msdn.microsoft.com/projectpert

Project Professional 2013 – Requisitos

Importante: Reparem que houve uma limitação de sistemas operacionais suportados, com isso o Project Professional 2013 não rodará no Windows XP ou Windows Vista. (Windows Server 2003 e Windows Server 2008 também não!)

Meu primeiro post – Dúvida – Trabalhando com campos customizados (Departamentos)

Ola Pessoal,

Primeiramente queria agradecer o convite do André (@andrereivax) e por colocar em pratica um projeto que vinhamos pensando desde o ano passado. Meus objetivos principais (não restrintivo) serão:

– Fazer a interface entre os conceitos de Gestão de Projetos, Programas e Portfólios ao Project Professional/Stantard (stand alone)+Office(Office365) ou a plataforma Microsoft EPM( Project Pro + Project Server + SharePoint).

– Tentar tirar dúvidas pontuais e que possam ser respondidas via um post sobre o contexto acima (Sistemas de Informações em Gerenciamento de Projetos), ou seja, como a tecnologia ajuda o gerenciamento. No Geral isso poderá motivar 02 posts, o primeiro e obvio seria responder a duvida(no caso desse) e outro será uma sugestão de como utilizar-se isso aplicado “a dúvida” no Gerenciamento de Projetos.

Pegando essa objetivo da duvida. Recentemente um grande amigo do RJ e Ex-MVP em VB, Ricardo Guerra, mandou um e-mail com seguinte dúvida:

“Estou editando minha Planilha de Recursos e preciso criar uma coluna com uma lista de opções personalizadas, como departamento, por exemplo. Deve ser algo aparentemente simples, porém tentei localizar exemplos no Google  e não encontrei. Estou enviando um print em anexo,para que você possa visualizar o que estou necessitando.”

print_projectGuerra

 

Para quem nunca ouviu falar sobre campos personalizados e sua aplicabilidade, veja esse link http://office.microsoft.com/pt-br/project-help/explore-as-vantagens-dos-campos-personalizados-de-seu-projeto-HA001020286.aspx sobre o tema desde sua versão 2003. Mas vamos ao foco :

 

Passo 1 –  No Ribbon(menu) Formato, iremos em  Campos Personalizados.

clip_image002

Passo 2 – Escolha o tipo campo Recurso e tipo (texto)

Passo 3 – Por uma questão de  boa pratica eu renomiei.

Passo 4 – Atributos personalizados “Pesquisar…”. Pois o foco foi criar um campo que terá as opções de pesquisa, no caso departamentos.

clip_image004

Passo 5 – Agora é só adicionar o Departamento.

clip_image006

Passo 6 – Coisa linda, eu no PMO e Guerra no financeiro!

clip_image008

Lembrando que como não estamos num ambiente de EPM(corporativo), isso terá que ser feito para cada projeto(mpp), no seu arquivo template(mpt) ou no seu projeto “master”, mas isso já é outra história (post). Porém você poderá beneficiar-se disso na visão de grupos, filtros e grupos do caso do Guerra.

Abraços e espero que a dúvida do Guerra seja a de muitos.

Até a proxima.

@eduardofreire

Como evitar Linhas de Base orfãs

Este bug esta com a correção prevista para o Cumulative Update de Junho, por isso achei importante traduzir o post do meu amigo Brian Smith.

Os passos abaixo são para evitar o problema e corrigir caso tenha ocorrido.

 
Sintomas:

Linhas de base orfãs causam erro ao publicar. O trabalho na fila é parado com o seguinte status Falha, Mas sem Bloqueio de Correlação. No detalhe do erro você verá alguma coisa parecida com:

ReportingProjectChangeMessageFailed (24006) – The INSERT statement conflicted with the FOREIGN KEY constraint “FK_MSP_EpmTaskBaseline_ProjectUID_TaskUID”. The conflict occurred in database “ProjectServer_Reporting”, table “dbo.MSP_EpmTask”. The statement has been terminated..

GeneralQueueJobFailed (26000) – ReportingProjectPublish.ReportProjectPublishMessageEx

Estas falhas acontecem na ação de reporting na fila, logo isso significará que os relatórios com base no banco de dados Reporting e qualquer atualização do cubo OLAP poderá estar desatualizada.

 
Causa:

A raiz de todos esses problemas é que quando você usa qualquer uma das opções Salvar e Enviar (XML, CSV, Excel, etc).

Ao executar essa ação o Project incorretamente altera alguns valores internos de algumas entidades como tarefas e calendários.

 

Como evitar:

Se você precisa usar o Salvar e Enviar, então a melhor prática até que solte a correção para isso é primeiro salvar o plano para o servidor, e publicar (caso queira). Em seguida, faça o que você precisa com o Salvar e Enviar, e, em seguida, feche o projeto sem salvar e dando check-in. Lembre-se de NÃO salvar quando for questionado, você já salvou antes da ação de Salvar e Enviar, logo pode descartar este ultimo salvar. Como a versão local do cache terá sido “corrompida”, neste caso deve-se excluir o projeto do cache local apenas depois que o check-in estiver concluído.

 

AVISO – as seguintes etapas são consultas diretas nos bancos de dados do Project Server – por favor, certifique-se que você está trabalhando com as bases de dados adequadas ao usar estes – e ter um backup de banco de dados, se algum problema ocorrer.
A detecção desta condição é bastante simples, pois estamos apenas à procura de linhas de base de tarefas que não existem, portanto, a seguinte consulta no banco de dados Draft irá fazer isso:

— Detect for orphan baseline task records that can cause reporting publish job failures.

USE ProjectServer_Draft — specify the appropriate draft database

select PROJ_NAME, MTB.PROJ_UID,TASK_UID,TB_BASE_NUM from MSP_TASK_BASELINES MTB
inner join MSP_PROJECTS MP on MTB.proj_uid=MP.proj_uid
where TASK_UID not in (select TASK_UID from MSP_TASKS)

 

Isto irá retornar as linhas aonde o erro existe – e identificar quais projetos são afetados. Lembre-se de remover o projeto do cache local na máquina dos Gerentes de Projeto, caso contrário eles irão fazer o erro voltar.
Os próximos scripts fazem a limpeza no banco de dados, e eles são simplesmente a exclusão dos registros das tarefas são inexistentes.

— Script to run on the draft DB
USE ProjectServer_Draft — specify the appropriate draft database

delete from MSP_TASK_BASELINES where TASK_UID not in (select TASK_UID from MSP_TASKS)

— Script to run on the published DB
USE ProjectServer_Published — specify the appropriate published database

delete from MSP_TASK_BASELINES where TASK_UID not in (select TASK_UID from MSP_TASKS)

Espero que isso ajude a compreender o problema e a forma de evitá-lo até que a correção venha.

Se você precisar de alguma ajuda com estes passos, sinta-se livre para abrir um chamado de suporte – lembrando que, como isto é um bug o chamdo não é cobrado.

Abraços,

André Xavier

%d blogueiros gostam disto: